A humildade

A humildade é uma virtude que para muitos se encontra esquecida, o cristianismo de modo particular a Igreja católica tem insistido, sem humildade não há vivência do Evangelho. A humildade leva a pessoa a viver uma vida pacificada, fazedora da verdade, motivadora da paz e da justiça, por isso, essa virtude não corresponde com a realidade moderna atual, que presa o individualismo, egocentrismo, auto-suficiência, moralismo, capitalismo e consumismo, é claro que rejeitará a virtude do humilde.

A partir da humildade se deriva as virtudes cardeais:

Prudência – é a virtude que escolhe o verdadeiro bem, “O homem prudente construiu sua casa sobre a rocha ( Mt 7, 24)”, o homem prudente vigia seus passos ( Pr 14, 15), essa virtude é chamada a mãe das demais, conhecida como fonte de espiritualidade cristã ou condutora da graça, pilar do bem contra o mal.

Justiça – é a virtude moral que consiste firmar a vontade de Deus e dar ao próximo o que lhe pertence. A justiça leva a respeitar os direitos de cada pessoa e estabelecer igualdade para todos, principalmente na questão social.

Fortaleza – é a virtude da capacidade para vencer o medo e enfrentar a provação e as perseguições. “ O Senhor é a minha fortaleza e a minha glória” (Sl 118, 14).

Temperança –  Assegura o domínio da vontade sobre os instintos e mantém os desejos nos limites da honestidade. A pessoa temperante não se deixa arrastar pelas paixões do coração.

Virtudes são atitudes interiores que precisamos ter para trabalhar nossa vida em todos os sentidos. A virtude existe para o crescimento da pessoa para ter uma vivência mais tranqüila em tudo que se refere á vida. É uma caminhada de amor e não de  individualismo narcisista , não é o fácil, o prazer, o realizador humano, pelo contrário, é o caminho da renúncia, uma via cruz.

 

Deixe um Comentário

0 Comentários.

Deixe um Comentário


NOTA - Você pode usar estesHTML tags and attributes:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>